Notícias

Publicado em 30/01/2018

CRF-PR participou de ação conjunta após denúncia


CRF-PR participou de ação conjunta após denúncia

A denúncia realizada na Ouvidoria do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná – CRF-PR, no final de 2017, após uma mãe adquirir um produto manipulado para o filho autista (entre 6 a 10 anos), resultou em uma ação conjunta com a Vigilância Sanitária, Ministério Público Estadual e a Polícia Civil. A ação de fiscalização aconteceu no dia 29 de janeiro, em cinco farmácias com manipulação em Curitiba, localizadas no Centro, Fazendinha, Novo Mundo, Alto Boqueirão e Sítio Cercado. Uma delas foi interditada.

A fórmula adquirida prometia melhoras nos sintomas do autismo. “Assim que tomamos conhecimento do fato, iniciamos várias diligências, até que recebemos novas informações, sendo necessária uma operação conjunta para a fiscalização”, afirmou o delegado responsável pelas investigações, Vílson Alves de Toledo.

O Gerente de Fiscalização do CRF-PR, Dr. Eduardo Pazim, informou que a denunciante apresentou documentos que comprovavam as irregularidades e exigiu providências. “A partir de então, juntamente com a Vigilância Sanitária, iniciamos uma investigação sobre o assunto”, afirmou. Ele ainda complementou dizendo que o CRF-PR irá tomar as medidas cabíveis para que a legislação farmacêutica seja cumprida.

Penalidade

De acordo com a Polícia Civil, quatro mulheres foram detidas, três farmacêuticas e a proprietária, todas autuadas em flagrante por crime contra a saúde pública. Se condenadas, poderão pegar de 10 a 15 anos de reclusão. As envolvidas aguardam presas à disposição da Justiça. 

Segurança

A Presidente do CRF-PR, Dra. Miriam Ramos Fiorentin, reiterou a segurança e a qualidade das farmácias com manipulação no Paraná, tranquilizando a população e esclarecendo que o ocorrido foi um caso pontual. “Os produtos manipulados passam por rigoroso controle no processo de produção por parte da Vigilância Sanitária e outros órgãos competentes, além do CRF-PR. A Anfarmag Nacional e a Regional Paraná, garantem as boas práticas de manipulação, preservando o comprometimento ético e a responsabilidade do setor para a saúde da população”.

Assista o vídeo abaixo com os esclarecimentos da Presidente do CRF-PR, Dra. Mirian, e o Gerente de Fiscalização, Dr. Eduardo:


Fonte: Assessoria de Comunicação / CRF-PR